Final Fantasy: VII, VIII, IX e Tactics + Emulador – PSX


https://i0.wp.com/i40.tinypic.com/dmbjbn.jpg
Tamanho: 12 CDS
Formato: Rar
Qualidade dos Gráficos: 10
Nível de Jogabilidade: 10
Nº de mídias: 12 CDS
Idioma: Inglês

Final Fantasy VII – Um RPG que marcou toda uma geração!

Um jogo que quebrou uma parceria de anos!

O jogo que marcou o fim do elo, que antes parecia inquebrável, entre a Nintendo e a Square: Final Fantasy VII. De acordo com a criadora da série isso ocorreu por causa da insistência da Nintendo em continuar usando cartuchos (o que foi que aconteceu no próximo console da empresa na época, o Nintendo 64). Qualquer um que já tenha jogado Final Fantasy VII sabe que o game, cheios de vídeos em CG, não conseguiria ter todo o seu conteúdo em um mero cartucho. A mídia CD é muito maior que o hoje aposentado cartucho, e mesmo assim, Final Fantasy VII teve que ser dividido em 3 CDs, pois o jogo era realmente enorme em seu conteúdo!

Revolucionário!

Foi o primeiro jogo da série a utilizar gráficos em 3D, o que na época foi algo totalmente inovador em um jogo do gênero! Final Fantasy VII também fez com que a série saísse do ambiente medieval (o que já havia ocorrido em menor escala em FFVI), tendo personagens e cenários com uma roupagem futurística. Mas isso não foi proposital, por incrível que possa parecer. O que aconteceu é que os desenhos de Amano (que trabalhou em jogos anteriores da série) não ficaram bem em 3D, o que fez a Square passar o design dos personagens para Tetsuya Nomura. Amano só voltaria a trabalhar na série novamente no nono jogo, onde finalmente, com o domínio pleno da tecnologia do Playstation em relação a gráficos, seus personagens em estilo medieval puderam novamente dar o ar da graça com perfeição.

Final Fantasy VIII – Um sucesso do PlayStation, mesmo dividindo opiniões!

Após o sucesso estrondoso de Final Fantasy VII na indústria dos games, a espera de um novo jogo da principal franquia da Square foi ainda mais intensa por parte dos fãs. Superar o jogo antecessor se mostraria ser uma tarefa impossível, mas ainda assim a Square não faria feio, e tampouco deixaria de arriscar na busca de criar um novo jogo que fosse tão bom quanto o anterior, mas sem para isso repetir uma mesma fórmula. Final Fantasy VIII saiu em 1999, e dividiu a opinião dos fãs. Enquanto alguns adoraram as melhorias técnicas do jogo, outros fãs, principalmente os mais velhos, não gostaram tanto assim das “inovações” e da quebra de tradições que Final Fantasy VIII trazia para a série.

A história do jogo tem dois personagens principais, Squall e Rinoa, que formam o par romântico de Final Fantasy VIII. Enquanto Squall é uma pessoa fria e que não gosta de fazer/manter laços com as outras pessoas, a jovem Rinoa é sentimental e alegre. No mundo de Final Fantasy VIII, Squall é um estudante da “Garden” de Balamb, que é um tipo de escola privada que treina e forma soldados, que dedicam suas vidas no cumprimento de arriscadas missões ao redor do mundo. Rinoa é a principal líder de um grupo que busca a indepência de seu território das mãos de um líder tirano. No decorrer da história do jogo os dois vão ter que trabalhar juntos, terão alguns desentendimentos mas posteriormente acabam se apaixonando.

Final Fantasy VIII tem sim uma históra bem complexa, cheias de guerras, mistérios, surpresas e conflitos pessoais, mas seu foco é mesmo na romântica história de Squall e Rinoa. Até mesmo os outros personagens do jogo tem uma participação semelhante a de atores coadjuvantes em um filme, mesmo que todos tem uma história a ser contada. A intenção dos criadores de Final Fantasy VIII foi realmente essa, de dar destaque para a história do par romântico do jogo, deixando os outros personagens em segundo plano. Isso acaba sendo um dos motivos das críticas dos velhos fãs, que estavam acostumados a ver todos os personagens de um jogo da franquia com histórias mais profundas e uma participação tão importante no desenrolar do jogo quanto dos protagonistas.

Final Fantasy IX – Jesus! Tecnicamente impecável!

Muitas especulações foram feitas a respeito do novo e último Final Fantasy para o Playstation. Apesar de ser derivado de uma série de muita qualidade, FF IX veio sem a badalação vista em outras ocasiões, mais precisamente com o lançamento dos dois capítulos anteriores – apoiados em campanhas de marketing milionárias. Seria este um Final Fantasy menor, para “tapar o buraco” até que a série seja transferida para o Playstation 2?

Diferenças e mesmices

Quem não conhece a série, o que eu acho difícil, aqui vai um breve esclarecimento. Trata-se de uma série de jogos onde um capítulo nunca tem relacionamento com outro. Com raras exceções, os personagens principais e secundários sempre são diferentes, os monstros, armas e localidades idem. Não existe uma seqüência lógica entre os episódios, eles são jogos bem distintos, atrelados por algumas peculiaridades que são os galináceos Chocobos, algumas criaturas de invocação (como Ifrit, Leviathan, Ramuh, Bahamut e Shiva), a presença de barcos voadores, alguém com o nome “Cid”, um monstro em forma de cacto e um personagem bobão, que parece mais brinquedo de criança. Mas os jogos são sempre ambientados em mundos que misturam realidade e muita fantasia, e ali surgem histórias diferentes e interessantes.

No caso de Final Fantasy IX, o enredo começa falando de um grupo de ladrões, os Tantalus, que decidem raptar a princesa Garnet, da cidade de Alexandria, justo nas comemorações de seu décimo sexto aniversário. Depois de montar toda a estratégia de captura da donzela real, os membros de Tantalus partem para sua missão. Ao mesmo tempo, entra em cena o pequeno mago Vivi, que após o falecimento de seu sábio avô, resolve se aventurar pelo mundo para descobrir sua verdadeira origem. No meio da confusão do seqüestro, estes personagens se encontram e conseguem escapar dos limites da cidade de Alexandria, e agora devem fugir com a princesa.

Com o caminhar da história, é descoberto que a Rainha Brahne, de Alexandria, está envolvida em um esquema de corrupção, tráfego de armamentos e magias, tudo para tentar dominar o planeta de Gaia. Temendo que a rainha recuperasse a princesa para roubar os seus poderes, o ladrão Zidane e sua turma resolvem proteger a bela Garnet e desvendar todos os misteriosos fatos que andam ocorrendo em Gaia. Daí em diante (não posso contar mais), inicia-se uma trama recheada de reviravoltas, onde muitos personagens aparecem defendendo os seus ideais e lutando pela restauração da paz.

Pra quem não suportava a novela mexicana apresentada em Final Fantasy VIII, será um alívio descobrir que o enredo deste novo capítulo é nitroglicerina pura e consegue manter um ritmo interessante do começo ao fim.

Final Fantasy Tactics – Um dos melhores enredos da série FF!

Final Fantasy Tactics é um jogo que mistura elementos clássicos da série Final Fantasy com um sistema de batalha parecido com o sistema dos jogos da série Tactics Ogre. Desenvolvido com a ajuda de ex-integrantes do staff da Quest, Final Fantasy Tactics possui um sistema de batalha excelente, aliado a um dos melhores enredos da série, sendo um jogo indispensável para quem gosta de jogos táticos.

O jogo acompanha Ramza, personagem principal, durante a Lion War, guerra de sucessão que divide toda Ivalice. Conforme vai avançando, Ramza descobre mais a fundo sobre as verdades e mentiras que circundam Ivalice, a Guerra, a Igreja e sua família.

Um dos melhores enredos da série FF, senão o melhor, FFT possui um enredo bem complexo, abordando temas políticos e mesmo religiosos. Mostra conspirações que envolve todo um reino e uma Igreja corrupta e com uma força incrivel no Estado. Com traições a cada momento e reviravoltas na história, o enredo de FFT não decepciona e consegue manter o jogador interessado até o fim.

FFT é simplesmente um must-try do Playstation. Qualidade impecável, possui um sistema que irá agradar muito quem gosta de jogos mais estratégicos, além de ter um enredo simplesmente matador, com várias reviravolts. Prato cheio. E graças a seu sistema de classes e habilidades, FFT permite uma customização fantástica do grupo, permitindo ao jogador criar diversas estratégias.

https://i1.wp.com/i39.tinypic.com/25yzz1h.jpg

Download dos Links
https://i2.wp.com/img209.imageshack.us/img209/959/downsrapidshare110x40u.jpg

Esse post foi publicado em Jogos PS1. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s